sexta-feira, 29 de abril de 2011

Dia Mundial da Dança


Hoje, dia 29 de Abril, é o Dia Mundial da Dança. Na nossa escola esta efeméride foi comemorada com um espectáculo de dança dinamizado pelos professores Joana Nogueira e Rui Monteiro.
O professor Rui Monteiro e o seu par, Brigite Guerreiro, apresentaram Danças de Salão Latino Americanas (1ª entrada - Samba e Cha-cha-chá; 2ª entrada - Rumba; 3ª entrada - Paso Doble e Jive).
O Grupo de Actividades Rítmicas Expressivas de Desporto Escolar, da responsabilidade da professora Joana Nogueira, apresentou  Danças Criativas/Expressivas ( 1ª entrada - Mix "Shiu"; 2ª entrada - Mix "Francês"; 3ª entrada - Mix "Blá blá blá").
Este Grupo da escola vai agora estar, durante dois dias, no Campeonato Regional, em representação do Distrito de Coimbra.
A biblioteca escolar agradece a colaboração e dá os parabéns aos professores Rui Monteiro e Joana Nogueira pelo belíssimo espectáculo apresentado! Continuação de bom trabalho!

Livro de Turma do 11º H

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Concurso Nacional de Leitura - 2ª Fase


Realizou-se hoje a Fase Distrital do Concurso Nacional de Leitura, na Figueira da Foz.
A nossa escola fez-se representar pelas alunas Ana Catarina Pastilha e Inês Matos, do 7º A, a nível do Ensino Básico, e pelos alunos Bruno Reis e Gonçalo Coimbra, do 10º H, a nível do Ensino Secundário.
Após a recepção dos alunos concorrentes e professores acompanhantes, na Biblioteca Municipal, seguiu-se a prestação de provas, escrita e oral. Entre as duas, houve uma visita ao Núcleo Museológico do Sal.
Não podemos deixar de louvar a atitude responsável e empenhada de todos os alunos concorrentes que mereceu um elogio do apresentador do Concurso ao considerar que, com jovens tão  participativos e interessados, o país pode ter esperança num futuro melhor.
No final foram apurados os concorrentes à Fase Nacional.
Parabéns a todos! Continuem a desenvolver o vosso gosto pela leitura!

terça-feira, 26 de abril de 2011

Concurso Nacional de Leitura - 2ª Fase

A Biblioteca Municipal da Figueira da Foz encontra-se a organizar, em parceria com a Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLB) e o Plano Nacional de Leitura (PNL), a fase distrital da 5ª edição do Concurso Nacional de Leitura (CNL) – 2010/2011. As provas de selecção desta fase terão lugar amanhã, dia 27 de Abril, no Auditório Municipal da Figueira da Foz.

Pintura e Desenho Caligráfico



Este trabalho foi desenvolvido pelos alunos do 12º G, na disciplina de Desenho, sob a orientação da professora Teresa Ruas.
Partindo de uma palavra ou frase alusiva à Floresta (Ano Internacional da Floresta) os alunos desenvolveram uma composição plástica em que se pretendeu:
- Sensibilizar para o tema da floresta e sua preservação
- Explorar o sentido da frase ou palavra-chave e suas conotações, através da Poesia Concreta
- Desenvolver o conceito abstracto e sentido plástico explorando técnicas derivadas da Action Painting.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Prémio Nacional de Ilustração - 15ª edição



A ilustradora Yara Kono venceu o Prémio Nacional Ilustração 2010 com o livro O papão no desvão, com texto de Ana Saldanha, numa edição da Caminho.

As Menções Especiais foram atribuídas a Marta Madureira, pela ilustração para o livro A crocodila mandona, com texto de Adélia Carvalho, e a Afonso Cruz, ilustrador e autor do livro A contradição humana.
O júri que atribuiu o prémio foi constituído por Jorge Nesbitt (AR.CO), Leonor Riscado (Escola Superior de Educação de Coimbra) e Cristina Grácio (DGLB). Ler notícia completa aqui


domingo, 17 de abril de 2011

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor - 23 de Abril

No dia 23 de Abril comemora-se o Dia Mundial do Livro.
O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril, dia de São Jorge. Esta data foi escolhida para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de São Jorge e recebem em troca um livro.
Todos os anos, a Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas assinala este dia com a publicação de um cartaz que distribui por bibliotecas, livrarias e outros espaços culturais. Com ele, pretende-se chamar a atenção para a importância do livro e da leitura como forma de melhorar os índices de literacia das diferentes camadas da população.
O cartaz deste ano é da autoria do artista plástico e ilustrador João Vaz de Carvalho. Premiado nacional e internacionalmente, editado em vários países, é hoje reconhecido como um dos mais prestigiados artistas do sector.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Parlamento dos Jovens 2011

No dia 22 de Março de 2011, realizou-se, em Miranda do Corvo, a Sessão Distrital/Regional do Parlamento dos Jovens 2011, iniciativa institucional da Assembleia da República em parceria com o Ministério da Educação. No corrente ano lectivo, o tema de trabalho foi “ Que Futuro para a Educação?”. Presidiu à Sessão o aluno da nossa Escola, Gustavo Monteiro, previamente eleito entre os candidatos das várias Escolas participantes do distrito. Estiveram presentes na abertura da Sessão representantes do Governo Civil do Distrito de Coimbra, da Direcção Regional do Centro, do Instituto Português da Juventude, da Câmara Municipal de Miranda do Corvo e, em representação da Assembleia da República, esteve presente, a Deputada Rita Rato.

Nesta fase do Concurso, de entre os vários Projectos de Recomendação apresentados pelas escolas participantes, foi aprovado o Projecto de Recomendação da nossa Escola, que serviu de base de trabalho para elaborar e aprovar o Projecto de Recomendação a levar à Sessão Nacional, na Assembleia da República, em representação do Distrito de Coimbra. Também foram eleitos seis deputados que representarão o Distrito na Sessão Nacional, estando entre eles os dois deputados, alunos da nossa Escola, David Cortesão (10º G) e Telmo Santos (12ºH).

Pela Equipa Responsável
Conceição Lopes Marques


quarta-feira, 6 de abril de 2011

Concurso "O cartaz da minha escola"

A BE entregou Certificados de Participação a todos os alunos participantes no Concurso "O cartaz da minha escola" e prémios aos três primeiros classificados nas categorias de Ensino Básico e Secundário. Os finalistas são:
Ensino Básico
1º lugar - Inês Teixeira - 7º C
2º lugar - Carolina Castanheira - 7º D
3º lugar - Ana Carolina Pastilha - 7º A
Ensino Secundário
1º lugar - Ana Rosa Figueiredo - 12º G
2º lugar - José Nuno Fernandes - 12º G
3º lugar - Sara Cristina Silva - 12º G

Parabéns a todos os concorrentes!

O Concurso "O cartaz da minha escola" é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura, em parceria com a Sociedade Portuguesa de Ciências Florestais e o Colégio Florestal da Ordem dos Engenheiros e enquadrou-se na 5ª Edição da Semana da Leitura e na comemoração do Ano Internacional da Floresta, tendo como temas centrais Leitura - Energia - Floresta.
O cartaz apurado em cada nível de ensino  foi enviado para o Plano Nacional de Leitura, sendo os vencedores divulgados na primeira semana de Junho.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Dia Internacional do Livro Infantil 2011

Mensagem IBBY, Dia Internacional do Livro Infantil 2011:  

O LIVRO RECORDA*
Aino Pervik

“Quando Arno e o seu pai chegaram à escola, as aulas já tinham começado.”

No meu país, a Estónia, quase toda a gente conhece esta frase de cor. É a primeira linha de um livro intitulado Primavera. Publicado em 1912, é da autoria do escritor estónio Oskar Luts (1887-1953).
Primavera narra a vida de crianças que frequentavam uma escola rural na Estónia, em finais do século xix. O Autor escrevia sobre a sua própria infância e Arno, na verdade, era o próprio Oskar Luts na sua meninice.
Os investigadores estudam documentos antigos e, com base neles, escrevem livros de História. Os livros de História relatam eventos que aconteceram, mas é claro que esses livros nunca contam como eram de facto as vidas das pessoas comuns em certa época.
Os livros de histórias, por seu lado, recordam coisas que não é possível encontrar nos velhos documentos. Podem contar-nos, por exemplo, o que é que um rapaz como Arno pensava quando foi para a escola há cem anos, ou quais os sonhos das crianças dessa época, que medos tinham e o que as fazia felizes. O livro também recorda os pais dessas crianças, como queriam ser e que futuro desejavam para os seus filhos.
Claro que hoje podemos escrever livros sobre os velhos tempos, e esses livros são, muitas vezes, apaixonantes. Mas um escritor actual não pode realmente conhecer os sabores e os cheiros, os medos e as alegrias de um passado distante. O escritor de hoje já sabe o que aconteceu depois e o que o futuro reservava à gente de então.
O livro recorda o tempo em que foi escrito.
A partir dos livros de Charles Dickens, ficamos a saber como era realmente a vida de um rapazinho nas ruas de Londres, em meados do século xix, no tempo de Oliver Twist. Através dos olhos de David Copperfield (coincidentes com o olhar de Dickens nessa época), vemos todo o tipo de personagens que ao tempo viviam na Inglaterra — que relações tinham, e como os seus pensamentos e sentimentos influenciaram tais relações. Porque David Copperfield era de facto, em muitos aspectos, o próprio Charles Dickens; Dickens não precisava de inventar nada, ele pura e simplesmente conhecia aquilo que contava.
São os livros que nos permitem saber o que realmente sentiam Tom Sawyer, Huckleberry Finn e o seu amigo Jim nas viagens pelo Mississippi em finais do século xix, quando Mark Twain escreveu as suas aventuras. Ele conhecia profundamente o que as pessoas do seu tempo pensavam sobre as demais, porque ele próprio vivia entre elas. Era uma delas.
Nas obras literárias, os relatos mais verosímeis sobre gente do passado são os que foram escritos à época em que essa mesma gente vivia.
O livro recorda.

*Tradução: José António Gomes


Nascida em 1932, na Estónia, Aino Pervik publicou cerca de meia centena de livros para crianças, a par de poesia e narrativas para adultos. Distinguida com vários e prestigiosos prémios e traduzida em diversas línguas, obras suas têm sido adaptadas ao teatro e ao cinema. A velha mãe Kunks, Arabella, a filha do pirata, Paula aprende a sua língua (integrado numa série protagonizada pela mesma personagem), são apenas três dos seus títulos mais conhecidos.


*A Mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil é uma iniciativa do IBBY (International Board on Books for Young People), difundida em Portugal pela APPLIJ (Associação Portuguesa para a Promoção do Livro Infantil e Juvenil), Secção Portuguesa do IBBY.