quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Revista Ler apresenta Projeto 15/25












Numa sessão muito concorrida, com a presença de muitas turmas do 10º, 11º e 12º anos, a nossa escola teve o prazer de receber entre nós a  Revista Ler para divulgar a sua iniciativa 15/25.
No ano em que celebra 25 anos, a Revista Ler criou a secção 15/25, quatro páginas que publicam os melhores trabalhos em texto (ficção e não-ficção), ilustração e fotografia, enviados por leitores entre os 15 e os 25 anos, ou seja, nascidos com a Ler ou nos dez anos seguintes. 
O diretor da Revista, João Pombeiro e o escritor José Riço Direitinho, colaborador da revista, explicaram o projeto, que recupera o espírito do antigo suplemento DNJovem que tantos talentos revelou e acompanhou (entre os quais o próprio escritor José Riço Direitinho), enfatizando o facto de os trabalhos publicados beneficiarem da exposição a um público atento e de excelência. Incentivaram os alunos a enviar os seus trabalhos e leram alguns já publicados, entre eles o texto do nosso aluno João Pedro Martins, publicado na revista do passado mês de junho.
Parabéns à Revista Ler pelos 25 anos de existência e por esta magnífica iniciativa!

Notícia no blogue da Revista Ler em http://ler.blogs.sapo.pt/tag/ler+15/25 .

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Manuel António Pina (1943-2012)

A um Jovem PoetaProcura a rosa. 
Onde ela estiver 
estás tu fora 
de ti. Procura-a em prosa, pode ser 

que em prosa ela floresça 
ainda, sob tanta 
metáfora; pode ser, e que quando 
nela te vires te reconheças 

como diante de uma infância 
inicial não embaciada 
de nenhuma palavra 
e nenhuma lembrança. 

Talvez possas então 
escrever sem porquê, 
evidência de novo da Razão 
e passagem para o que não se vê. 

Manuel António Pina, in "Nenhuma Palavra e Nenhuma Lembrança"

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Nobel da Literatura para Mo Yan


Academia Sueca atribuiu  o Prémio Nobel da Literatura ao escritor chinês Mo Yan.
O escritor nasceu a 5 de Março de 1955, em Gaomi, na província de Shandong. 
Segundo comunicado pelo comité do Nobel, é um autor "cujo realismo alucinatório funde contos tradicionais, História e contemporaneidade". 
A sua escrita, como é reconhecido pelo próprio, é influenciada por William Faulkner e Gabriel Garcia Marquez.
É o segundo escritor de língua chinesa a ganhar esta distinção. Antes dele, Gao Xingjian recebeu o prémio Nobel em 2000, sendo no entanto um autor naturalizado francês (em 1997). 

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Afonso Cruz galardoado


Afonso Cruz está entre os doze escritores vencedores do Prémio da União Europeia de Literatura 2012 com o seu livro "A Boneca de Kokoschka" (Quetzal). O prémio, no valor de 5 mil euros, permite que os vencedores tenham prioridade de acesso a um programa da União Europeia, para que o seu livro seja traduzido em várias línguas. Este galardão é atribuído pelas associações europeias de escritores, editores e livreiros.
Este não é o primeiro prémio atribuído ao escritor. As obras "Os livros que devoraram o meu pai", a "Contradição Humana" e "Enciclopédia da Estória Universal" também foram reconhecidos com outras distinções literárias. Exceto este último, todos os outros três livros referidos encontram-se na nossa biblioteca (cota 82PT-3 CRU ou 82PT-93 CRU).

"A Boneca de Kokoschkacentra-se na história do pintor Oskar Kokoschka que, quando terminou a relação com Alma Mahler, mandou construir uma boneca, de tamanho real, com todos os pormenores da sua amada, passeando a boneca pela cidade e levando-a à ópera. Mas um dia, farto dela, partiu-lhe uma garrafa de vinho tinto na cabeça e a boneca foi para o lixo. Foi a partir daí que ela se tornou fundamental para o destino de várias pessoas que sobreviveram às quatro toneladas de bombas que caíram em Dresden durante a Segunda Guerra Mundial...

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Exposição "Rosas dos Ventos"

 A inaugurar as exposições da biblioteca, foi lançado um desafio aos alunos das turmas A e B do 5º ano, no âmbito da disciplina de História e Geografia de Portugal, para executarem Rosas dos Ventos, em materiais à sua escolha e utilizando toda a sua imaginação, de modo a surpreender a professora.
Os alunos responderam prontamente e com entusiasmo ao desafio proposto e o resultado não podia ser melhor! Eis alguns exemplares dos trabalhos apresentados com os materiais mais diversificados, desde massas a grãos de café, revelando o empenho imaginativo dos alunos.
Parabéns! Continuem a surpreender-nos!

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Dia do Diploma



     Com o auditório da Escola Secundária Quinta das Flores praticamente lotado, realizou-se no passado dia 28 de Setembro a cerimónia do Dia do Diploma da nossa escola. A cerimónia, que decorreu em contra-relógio e amputada das performances do grupo de hip-hop de desporto escolar da escola devido ao espetáculo de homenagem a Zeca Afonso que se iria realizar naquele espaço a partir das 21 horas, saldou-se como muito positiva.
     Foi entre microfones, baterias e demais objetos musicais e em ambiente familiar e descontraído que o evento, este ano organizado pelo departamento curricular de expressões e apresentado pelos Professores Ana Vinhas e José Pedro Fernandes, avançou para a sua quinta edição.
     Mais uma vez a família Escola Secundária Quinta das Flores reuniu-se em torno daqueles que no ano letivo de 2010/2011 carimbaram com sucesso o seu percurso escolar, tanto ao nível do excecional aproveitamento, da exemplar assiduidade ou da conclusão do ensino secundário.
     A projeção de um vídeo com momentos da Escola Quinta das Flores antes, durante e após as obras que levariam a “Quinta” ao aspeto que actualmente exibe foi provavelmente dos momentos que maior atenção recolheu dos espetadores, sendo uma surpresa para os que não conheceram a “antiga Quinta” e um momento para saldar saudades para os que fizeram o seu percurso escolar e profissional ao longo dos três momentos apresentados. 
     Seguiram-se os discursos oficiais de Francisco Sobral Henriques e Manuel Rocha, diretores da Escola Básica e Secundária Quinta das Flores e Conservatório de Música de Coimbra respetivamente, que foram de felicitação aos alunos e emotivos quanto às mudanças operadas nas duas instituições nestes últimos anos. 
     Mas o momento mais emotivo da cerimónia foi quando o auditório, em silêncio, seguido de uma estrondosa salva de palmas, lembrou com saudade a aluna Catarina Silva, do 12º ano, que falecera no passado mês de Junho. 
     Os desempenhos musicais de alunos que frequentam a Escola Secundária Quinta das Flores e o Conservatório de Música de Coimbra abrilhantaram a cerimónia enquanto os apresentadores recuperavam o fôlego das chamadas ao palco dos alunos para a receção dos merecidos diplomas, sempre ovacionados pela plateia que nunca se cansou de os felicitar. 
     Dá vontade de dizer, para o ano há mais.
José Pedro Fernandes 

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Outubro - Mês Internacional da Biblioteca Escolar


Outubro é o Mês Internacional da Biblioteca Escolar
dedicado em 2012 ao tema

"Bibliotecas Escolares: Uma chave para o passado, presente e futuro"