terça-feira, 30 de novembro de 2010

Encontro com o escritor Paulo Moreiras


Na próxima quinta-feira, 2 de Dezembro, primeiro dia da nossa Feira do Livro, vamos ter connosco o escritor Paulo Moreiras.
Paulo Moreiras nasceu em 1969 em Lourenço Marques, actual Maputo, Moçambique. Veio para Portugal em 1974. Viveu em Finzes (Cinfães), Laranjeiro (Almada) e vive actualmente em Meirinhas (Pombal). Em 1989 começou a publicar banda desenhada em fanzines e em 1996 publicou, como argumentista, o álbum de BD, Hermínio - Regresso a Portucale. Em 1999 foi-lhe atribuída uma Bolsa de Criação Literária pelo IPLB, na área do Romance, tendo escrito A Demanda de D. Fuas Bragatela. Em 2004, ganhou o Prémio Afonso Lopes Vieira (Poesia), e publicou Do Obscuro Ofício. Paralelamente, tem escrito sobre temas gastronómicos, tendo publicado, em 2006, o Elogio da Ginja, um estudo afectivo-gastronómico-literário sobre a fruta e a bebida ginjinha, que foi distinguido com dois Prémio Gourmand: Melhor Livro Temático de Gastronomia e Melhor Fotografia de Gastronomia. Nesta área escreveu também o BI da Cereja e da Ginja (2007), o BI do Palito (2007), o BI do Tremoço (2008), o BI da Perdiz (2009) e o BI da Morcela (2010). Em finais de 2009 publicou o seu segundo romance, Os Dias de Saturno.
A convite da Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas, Paulo Moreiras esteve na conceituada residência internacional de escritores Ledig House, em Nova Iorque, de meados de Setembro a meados de Outubro de 2010. Esta é uma acção que a DGLB realiza desde 2002 proporcionando duas estadas por ano, com a duração de um mês, a escritores portugueses.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

ALEA - Acção Local de Estatística Aplicada

Realizou-se no passado dia 17, na Escola Secundária Infanta D. Maria, uma acção de formação intitulada: “A literacia estatística ao serviço da cidadania. Portal do INE e projecto ALEA – uma primeira abordagem.”. Esta acção foi orientada pelo formador do INE Albano Vinhais e contou com a presença de 36 Professores Bibliotecários, distribuídos por duas sessões, que tiveram oportunidade de explorar os excelentes recursos digitais disponibilizados pelo projecto ALEA - Acção Local de Estatística Aplicada, assim como o sitio do INE, realizando exercícios práticos.

O ALEA é um projecto conjunto da Escola Secundária Tomaz Pelayo e do INE, tendo a supervisão científica assegurada pela Profª Doutora Maria Eugénia Graça Martins, docente da Faculdade de Ciências da Universidad de Lisboa.

O blogue da RBE noticiou a sessão. Podem aceder à notícia em http://rbe.blogspot.com/ .

Homenagem a José Saramago


À entrada da Biblioteca encontra-se uma exposição sobre a vida e obra de José Saramago, uma singela homenagem a um grande escritor e humanista.
No próximo dia 7 de Dezembro, os alunos de Oficina de Teatro do 9º A dramatizarão o "Conto da Ilha Desconhecida", para os colegas do 9º B e C, no seguimento do estudo deste texto em Língua Portuguesa.
Na Biblioteca haverá várias sessões de cinema com os filmes "Ensaio sobre a Cegueira" e "A maior flor do mundo".
Aos professores será lançado um desafio, em jeito de brincadeira: a identificação de obras, a partir de pequenos excertos.
Obrigada ao nosso Nobel pela obra que nos deixou!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

6.º Encontro Internacional de Clubes Europeus

A fome afecta 30 milhões de Europeus. Quase 80 milhões de pessoas na UE, 16% da população europeia, vivem abaixo do limiar de pobreza. Preocupados com estes e outros problemas, o Parlamento Europeu e o Conselho da União Europeia instituíram o ano de 2010 como Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social.

Estas questões deram o mote ao 6.º Encontro Internacional de Clubes Europeus (Fundação Polaca Robert Schuman), realizado em Konstancin-Jeziorna (Polónia) de 11 a 15 de Novembro de 2010.

A Beatriz Campos, do 11.º C, e o Francisco Martins, do 10.º H, acompanhados pela professora Dora Lopes, representaram o Clube Europeu da nossa Escola e o nosso país nesta iniciativa, debatendo as causas e consequências da pobreza e da exclusão social e as formas de as reduzir.

No encontro, 81 participantes de 8 países da União Europeia (Portugal, Espanha, Itália, Bulgária, Roménia, Países Baixos, Letónia e Polónia desenvolveram – através de brainstorming, workshops, jogos, discussão, quizzes, apresentações e exposições – a sua capacidade de diagnóstico e apresentaram sugestões para minorar os problemas discutidos.






domingo, 14 de novembro de 2010

Acção de Formação "Literatura para a infância: um choque estético?"

No âmbito do Programa Itinerâncias Culturais 2010 (DGLB) teve lugar, na Casa Municipal da Cultura, na passada sexta-feira, a acção de formação "Literatura para a infância: um choque estético?" orientada pelos formadores Dr. Rui Veloso e Dra. Leonor Riscado.

sábado, 13 de novembro de 2010

Prémio PT para Chico Buarque com "Leite Derramado"

Chico Buarque de Hollanda e o par de olhos verdes mais famoso do Brasil. Por agora, sem motivos para chorar ou derramar leite.

O cantor e compositor brasileiro venceu o Prémio PT Literatura 2010, um dos mais importantes para países de língua portuguesa, com o livro "Leite Derramado"; este mesmo livro já tinha sido escolhido, na semana passada, para o mais prestigiado prémio das letras brasileiras, o Jabuti.
A lista de finalistas da oitava edição do prémio estava dominada por autores brasileiros - em nove, só uma nacionalidade destoava: o angolano Ondjaki. Por isso não é surpresa que o segundo e terceiros lugares tenham ido para autores do país irmão: "Outra Vida", de Rodrigo Lacerda e "Lar ", de Armando Freitas Filho, foram as outras escolhas do júri.

"Caim", de José Saramago, também esteve na corrida mas por vontade da Fundação e editora no Brasil, a Companhia das Letras, foi retirado da lista de dez nomeados. "Para que assim sejam reconhecidos novos autores da língua portuguesa", comunicou na semana passada a Fundação.
Na história do prémio Portugal Telecom só um português subiu ao primeiro lugar do pódio, Gonçalo M. Tavares com "Jerusalém", em 2007. António Lobo Antunes ficou em segundo lugar na edição de 2008, ano da publicação de "Eu Hei-de Amar uma Pedra".

Chico Buarque, que é um dos nomes mais importantes da Música Popular Brasileira, esteve exilado em Itália, lutou contra a ditadura militar no Brasil e assina sucessos musicais há quatro décadas. Foi com o romance "Budapeste" (2003) que Buarque venceu o prémio Jabuti e começou a ser levado a sério como escritor. Tanto que um dia um repórter norueguês lhe perguntou: "É verdade que você também é um compositor?".
Mais informação aqui.


Na biblioteca da nossa escola podem encontrar os seguintes livros de Chico Buarque:
Estorvo (1991)
Budapeste (2003)
Leite Derramado (2010)
Boas leituras!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Perfomance de Body Paint


Esta actividade foi realizada pelos alunos do 10º F e faz parte do Módulo 2 da planificação a longo prazo da disciplina de Desenho A. A turma é constituída por 28 alunos que foram distribuídos em 14 pintores e 14 modelos. Os alunos fizeram as suas propostas e seleccionaram os 14 trabalhos a apresentar. As pinturas foram realizadas na mão, no pé, no cotovelo e no joelho, com materiais de cosmética e tintas próprias para Body Paint.
Parabéns aos alunos e à professora Ana Vinhas pela perfomance apresentada!


sexta-feira, 5 de novembro de 2010

"Livro", de José Luís Peixoto

Ontem estivemos no lançamento do "Livro" de José Luís Peixoto, na Livraria Bertrand.
O autor apresentou o seu livro numa intervenção bem humorada, em que falou da singularidade do título e divagou sobre algumas histórias nele contidas. Leu ainda alguns excertos de que aqui transcrevemos uma pequena parte:

    Eu tinha medo das coelhas paridas. O pai do Cosme ainda era vivo e eu, com sete ou oito anos, escondia-me atrás dele para ver os coelhos pequeninos, de olhos fechados, a guincharem com miudeza. A coelha ficava sentida, tensa, com as garras cravadas no estrume, alerta para cada movimento do pai do Cosme a mudar-lhe a água e a deixar-lhe erva que arrancava à navalha, rama de cenouras, casca de batata ou restos de fruta migada. Nesses dias, sentia alívio quando ele fechava a porta da coelheira. Noutros dias, estando os filhos quase criados e as mães regressadas à sua resignação dócil, o pai do Cosme soltava à vez a população de cada coelheira, minutos de liberdade, e eu ajudava-o a limpar o forro de estrume com um sacho, a folha de ferro a raspar na madeira húmida, o cheiro morno.
    Ainda na França, as contas eram feitas para chegarmos à vila de manhã. Podíamos atrasar-nos, o mais tarde que chegámos foi à hora de almoço. O pai do Cosme estava sempre a esperar-nos à porta com um sorriso desdentado, nascente de monossílabos. Havia também uma tia solteirona do Cosme, uma sombra que tinha vergonha de se rir e que ficava a olhar-nos com curiosidade tímida de menina-velha. Entrávamos na casa fresca, de janelas fechadas, no barracão de alguidares arrumados, no pátio de árvores carregadas de pássaros e tínhamos a noção de que enchíamos esses lugares de cores novas. As trigémeas espalhavam bonecas loiras e cozinhas de plástico de encontro ao cinzento e ao castanho, a mulher do Cosme passava pelas divisões de silêncio como uma bandeira garrida, o Cosme e eu usávamos calças de ganga e sapatilhas.
    Não se notava que vínhamos moídos.
...
    Em chegados, o Cosme podia começar a queixar-se dos fogos ruges, das embutelhagens ou das auto-rutas. O pai dele mantinha um sorriso de não entender e o Cosme murmurava-me:
    É muito anciano, está próprio para toda a sorte de maladias.
    Em 1748, o conde de Chesterfield definiu iletrado como um substantivo que se refere a alguém que é ignorante de grego e latim.
    Depois, quando as trigémeas começavam a ser umas pequenas mulheres, o Cosme não as queria ouvir falar de fiançados na vila, não se haviam de mariar com marrocanos dessa ordem. Se elas se preparavam para fazer um turno, generalmente, virava jalú, quando elas protestavam, ele ordenava:
    Tá gola.
    Elas respondiam:
    Mafú.

Boa leitura!

Mais informação: José Luís Peixoto

CONCURSO DE VÍDEO ESCOLAR 8 E MEIO


O Concurso de Vídeo Escolar 8 e meio é o maior evento português, tomando como referência os concursos de cinema realizados em contexto escolar. Três alunos da nossa escola participaram com três filmes feitos na disciplina de Oficina de Multimédia, durante o passado ano lectivo:
Gonçalo Marques - Mosquito Paquito 
Ricardo Carvalho - Love Motion 
Ricardo Carvalho e Diogo Monteiro - Cuidado com a cabeça 

O filme realizado pelos alunos Ricardo Carvalho e Diogo Monteiro "Cuidado com a cabeça" foi premiado com o 2º lugar na categoria "Animação". Muitos parabéns! Está espectacular!


Podem ver todos os filmes premiados aqui.


quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Halloween - Entrega de prémios


Ontem foram entregues os prémios aos alunos que realizaram trabalhos no âmbito do Halloween - certificados, marcadores de leitura e... algumas guloseimas. Parabéns a todos! Continuem a empenhar-se assim nas actividades propostas!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Concurso "Quem é a figura?"

 Foram entregues mais três prémios relativos ao Concurso "Quem é a figura?". Desta vez a personalidade era Calouste Gulbenkian, que nasceu na Turquia, em 23 de Março de 1869 e juntou todas as suas colecções de arte, que foi adquirindo ao longo da sua vida, numa fundação - a Fundação Calouste Gulbenkian -, com o objectivo de promover a educação, a arte e a ciência.
Assim responderam os alunos
Marta Filipe Basto - 10ºL1*
Filipe Semião - 8ºC
Francisco Soutinho Martins - 10ºH
Parabéns aos três!