Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2016

Desporto Escolar - Golfe

Imagem
Os alunos da nossa Escola deslocaram-se, a 27 de janeiro, ao campo de Golfe de Cantanhede, onde participaram no primeiro Torneio da Modalidade no âmbito do Desporto Escolar, onde competiram com os alunos do Agrupamento de Escolas Lima de Faria e da Escola Secundária D. Duarte, tendo obtido as seguintes classificações:
Geral e Iniciados -   Pitch & Putt  1º Lugar - Pedro Oliveira
Inf B    - Pitch & Putt 1º Lugar  - Vasco Pinheiro
Inf. A - (Principiantes- Nível I)
             1º Lugar   João Almeida Ribeiro              2ºLugar     Eduardo Henriques              3º Lugar    João Ribeiro
Juv. - (Principiantes- Nível I)
             1º Lugar      Francisco Vicente O professor de Educação Física Honorato Grilo

Encontro com Ana Paula Mabrouk

Imagem
Para assinalar o dia 27 de janeiro, Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, e integrado no programa do projeto "Shoá: lembrar para não esquecer 2", a Escola Básica e Secundária Quinta das Flores organizou um encontro com a escritora Ana Paula Mabrouk que veio apresentar o seu último livro, Poemas da Shoá.  Ana Paula Mabrouk é professora e autora de poesia, conto e crónica, tendo já publicado vários livros. Participou e foi premiada em vários concursos e prémios literários em Portugal e no Brasil.  O encontro abriu com um momento musical pelos alunos Beatriz Cortesão, na harpa, e Tiago Silva, no violoncelo. As leituras de poemas estiveram a cargo dos alunos João Paulo Monteiro, Ana Catarina Pastilha e Mariana Veiga.

Encontro com Leocádia Regalo e Maria da Guia Pimpão

Imagem
Hoje, os alunos das turmas do 6º ano tiveram a oportunidade de conhecer as autoras do livro "Lia no país da poesia", que faz parte da lista de obras do Plano Nacional de Leitura para o 6º ano. "Lia no país da poesia" é uma obra que combina a poesia com a pintura, da autoria de Leocádia Regalo (poetisa) e Maria da Guia Pimpão (pintora). Os poemas proporcionam "uma primeira abordagem dos grandes poetas portugueses, através de versos que aparecem inseridos no corpo do poema, identificados os autores, privilegiando, na criação dos poemas, ressonâncias de cada poeta" (in apresentação da autora). 

Mundo Brilhante - Frei Luís de Sousa

Imagem
Mais uma vez, o Dr. Alfredo Leite, do Projeto Mundo Brilhante, esteve na nossa escola a dinamizar uma sessão de motivação para a leitura da obra "Frei Luís de Sousa" de Almeida Garrett, dirigida às turmas do 11º ano. Estabelecendo uma contínua e eficaz interatividade com os alunos, o Dr. Alfredo Leite deixou-lhes 10 ideias como guião de leitura da obra, cujo estudo estão a iniciar.

Na próxima sexta-feira, será a vez dos alunos do 12º ano assistirem a uma sessão de motivação para a leitura da obra "Felizmente há luar" de Luís de Sttau Monteiro.

Encontro com Ana Cristina Luz

Imagem
Hoje recebemos a visita da autora do livro Aristides, o semeador de estrelas, Ana Cristina Luz, que falou às turmas do 5ºano da vida do diplomata português Aristides de Sousa Mendes, destacando o seu papel decisivo no salvamento de milhares de pessoas, nomeadamente judeus, durante a Segunda Guerra Mundial.
Ana Cristina Luz vincou a imagem de um homem bom, que nunca se arrependeu da sua ação humanitária, embora esta o tenha conduzido, e à sua família, à miséria.
Aristides de Sousa Mendes é um dos três portugueses com o nome gravado no mural de honra do Jardim dos Justos, o Yad Vashem, em Jerusalém, que, arriscando a própria vida, salvaram judeus durante o período da Shoá (holocausto em hebraico).

Palestra com o Professor Doutor José Cardoso Bernardes na BGUC

Imagem
No âmbito da disciplina de Português e do estudo de Os Lusíadas, os alunos das turmas do 9º ano fizeram uma visita à Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, onde, na Sala de São Pedro, ouviram uma palestra do Professor Doutor José Cardoso Bernardes, diretor da Biblioteca Geral, que percorreu alguns episódios da vida de Camões e da escrita e publicação de Os Lusíadas. Agradecemos ao Professor Bernardes esta exposição tão motivadora para o estudo desta obra ímpar da literatura portuguesa que os alunos vão agora iniciar!

Receita de Ano Novo

RECEITA DE ANO NOVO
Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?)
Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumidas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto…