terça-feira, 30 de setembro de 2014

Conhecer a BE e a sua organização



As turmas dos anos iniciais de ciclo têm visitado a Biblioteca para ficarem a conhecer o novo espaço e as regras do seu funcionamento, o modo como os documentos se encontram organizados e arrumados e a forma de lhes aceder através da pesquisa no catálogo informatizado. A realização de um bibliopaper tem constituído uma forma divertida de concretizar esta aprendizagem.
Vamos rever de novo a Classificação Decimal Universal (CDU)?
 

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Mafalda faz 50 anos

 
Mafalda, a personagem de banda desenhada criada pelo argentino Quino, celebra 50 anos, desde que apareceu no semanário argentino «Primera Plana».
Filha de uma família da classe média argentina, Mafalda questiona a Humanidade e a existência da sopa, de dedo em riste e quase sempre com um ar preocupado. Uma «heroína zangada que recusa o mundo tal como ele é», descreveu Umberto Eco em 1969.
Em abril em Buenos Aires, Quino afirmou que o seu desejo é que as novas gerações entendam - tal como há 50 anos - a mensagem da banda desenhada da Mafalda. «Que os seres humanos se entendam melhor e nos deixemos de tratar tão mal o planeta».

 

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Palestra de abertura do ano letivo

O PROBLEMA DA EDUCAÇÃO


No dia 8 de setembro, no âmbito da abertura do ano letivo 2014-2015 e da celebração do trigésimo primeiro aniversário da Escola Básica e Secundária Quinta das Flores, a comunidade educativa foi convidada a refletir sobre o estado da educação em Portugal com o historiador José Pacheco Pereira.
Na sua perspetiva, qual é o problema da educação em Portugal? A crise da classe média. Os diferentes grupos sociais não atribuem o mesmo valor à educação. A valorização da educação foi obra da classe média que nela viu um “elevador social”. Deste modo, a degradação atual da classe média constitui  o problema de fundo da educação no nosso país.
Por outro lado, as políticas de ataque às Humanidades e de desvalorização dos professores conjugadas com a perda do valor simbólico da educação na opinião pública e a erosão provocada pelas novas tecnologias na instituição escola vêm agravar este problema.
Na civilização burguesa, o mundo sociocultural assenta num sistema de mediações de que a escola faz parte. Esse sistema interpõe-se entre nós e a barbárie.  Urge, pois, valorizar o papel da escola e dos professores, defender o silêncio, o tempo lento, a curiosidade, o conhecimento.
Impõe-se uma revolução no modo como se ensina. A escola deve contribuir para a qualidade do viver, do pensar e do agir. Não pode castrar a possibilidade de as pessoas serem senhoras de si mesmas.
Francisco Oliveira (professor de Filosofia)

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Receção aos alunos - atividades desportivas


No âmbito da receção aos alunos, as Atividades Desportivas promovidas pelo Grupo de Educação Física nas modalidades de Golfe, Badminton, Voleibol, Futsal e Ténis de Mesa, decorreram com grande animação e participação dos alunos da nossa escola.
 

Ano letivo 2014 - 2015

Mais um recomeço! Neste início de um novo ano letivo, damos as boas vindas a todos e uma saudação especial a alunos e professores novos na escola, a quem convidamos desde já a descobrir a biblioteca e os seus recursos.
Neste blogue, como sempre, daremos conta das nossas atividades e de toda a comunidade educativa.
Um EXCELENTE ANO LETIVO!
A equipa da BE
 
Recomeçar
 
Recomeça….
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.
E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças! 
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças…

Miguel Torga