sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Exposição de Máscaras de Carnaval

 
Exposição de Máscaras de Carnaval elaboradas  pelos alunos do 5º A e B, na disciplina de Educação Visual, sob a orientação das professoras Ana Vinhas e Marina Pacheco. 
 

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Atividade do 12ºB - Psicologia B



Foi com serenidade que os alunos do 12º B ouviram, da boca da sua Diretora de Turma e Professora de Psicologia B, o repto lançado pela Associação Acreditar. Foi com entusiasmo que os alunos ouviram a Professora explicar em que consistia tal Associação. Foi de forma decidida que os alunos aderiram, no mesmo instante, ao projeto de participarem, de 10 a 15 de fevereiro,na comemoração do Dia Internacional da Criança com cancro. Foi de forma altruísta que contribuíram com 50 cêntimos na compra da pulseira que os iria distinguir. Foi, e continua a ser, de forma desinteressada, que os alunos e a sua Professora de Psicologia B, continuam a usar as pulseiras como forma de marcar a diferença. Quando virem alguém, com uma pequena fita no pulso, de cor azul forte ou verde alface, tal significa que esse alguém acreditou que as crianças com cancro mereciam este adorno.
A todos, obrigada.
A professora de Psicologia
Patrícia Porto
As fotos apresentadas são da autoria do aluno desta turma Carlos João Santos.
 

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Manuel Jorge Marmelo: Prémio Correntes d’Escritas 2014

Manuel Jorge Marmelo é o Prémio Correntes d’Escritas - Casino da Póvoa 2014, com o romance Uma Mentira Mil Vezes Repetida (Quetzal). Ler mais aqui.
Nascido em 1971 no Porto, Manuel Jorge Marmelo é jornalista desde 1989 e a sua estreia literária data de 1996 com O homem que julgou morrer de amor/ O casal virtual.
Entre os finalistas anunciados no passado dia 13 de Janeiro estavam autores e livros como A Instalação do Medo, de Rui Zink, A Luz é Mais Antiga que o Amor, de Ricardo Menéndez Salmón, O Sombreiro, de Pepetela, A Vida no Céu, de José Eduardo Agualusa, Caligrafia dos Sonhos, de Juan Marsé, Dentro de Ti Ver o Mar, de Inês Pedrosa, O Filho de Mil Homens, de Valter Hugo Mãe, ou Pai, Levanta-te, Vem Fazer-me um Fato de Canela, de Manuel da Silva Ramos.
 

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Concurso Nacional de Leitura - Fase Distrital

A Fase Distrital do Concurso Nacional de Leitura irá decorrer este ano na Biblioteca Municipal de Arganil, no dia 6 de maio. Esta iniciativa do Plano Nacional de Leitura  visa promover a leitura junto de alunos dos ensinos básico e secundário.
As obras escolhidas para o 3º Ciclo são as seguintes :
 
A Cidade dos Deuses Selvagens, de Isabel Allende
O Rio das Framboesas, de Karen Wallace.
 








As obras selecionadas para o Secundário são as seguintes: 
 
O Crime do Padre Amaro, de Eça de Queirós
Fahrenheit 451, de Ray Bradbury

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Encontro com Elisabete Jacinto


Hoje foi um dia especial na nossa escola pois tivemos entre nós a piloto todo-o-terreno Elisabete Jacinto que partilhou as suas aventuras, conquistas e percalços com os alunos das turmas do 7º e 8º anos da nossa escola e da escola Dra. Maria Alice Gouveia, numa atividade dinamizada em parceria pelas bibliotecas das duas escolas.
A apresentação da nossa convidada esteve a cargo de algumas alunas do 7º A da nossa escola e o livro "Irina no Master Rali" foi apresentado por duas alunas da Escola Dra. Maria Alice Gouveia, assim como a leitura de um poema que lhe foi dedicado, da autoria de uma dessas alunas.
Elisabete Jacinto falou da organização e das dificuldades das provas em que tem participado, com especial destaque para o Dakar: a alimentação, a higiene pessoal, as condições climatéricas, a segurança...
Falou também dos seus livros "Irina no Master Rali" e "Os Portugas no Dakar" 1 e 2 (BD), em co-autoria com o ilustrador Luís Pinto Coelho, onde conta muitas das aventuras que tem vivido, tendo ficado em todos os presentes bem viva a mensagem de que nunca se deve desistir perante as adversidades e de que com muito trabalho se consegue alcançar tudo o que se sonha.
Agradecemos a Elisabete Jacinto a sua disponibilidade em aceder ao nosso convite e desejamos-lhe muitos sucessos futuros!
 

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Teatro "O Príncipe Nabo"



As turmas do 5º e 6º Anos da nossa escola e as turmas do 5º Ano da Escola Dra. Maria Alice Gouveia assistiram hoje, no Grande Auditório, à peça de teatro "O Príncipe Nabo", de Ilse Losa, apresentada pela Companhia Profissional de Teatro AtrapalhArte, de Coimbra. Esta atividade foi organizada no âmbito de uma parceria entre as bibliotecas das duas escolas, em articulação com as professoras de Português destes anos de escolaridade.
Num espetáculo cheio de humor, os nossos alunos puderam seguir as atribulações dos pedidos da mão da princesa Beatriz pelos seus pretendentes e das suas sucessivas recusas, até ser obrigada a casar com um músico pobre e poder refletir na comparação dos dois mundos.
Alguns alunos e professores foram chamados a intervir na peça e a diversão foi generalizada. Parabéns à Companhia AtrapalhArte!
 

Joana Fernandes campeã nacional de judo

A aluna Joana Maria Ferreira Fernandes, a frequentar a turma C do 11º ano desta escola, foi campeã nacional de judo de cadetes (sub 18 -52 kg), numa prova que decorreu no passado dia 2 de fevereiro, no pavilhão municipal de Odivelas, onde estiveram presentes 18 categorias de peso, a nível nacional.
 
A Joana faz parte da seleção nacional há dois anos e é a terceira vez que se consagra campeã nacional.
 
Parabéns à Joana! O seu sucesso é, também, um motivo de orgulho para a nossa escola.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Dia de São Valentim





O hall de entrada da nossa escola encheu-se de mensagens alusivas ao Dia de São Valentim, realizadas pelos alunos de Espanhol, Francês e Inglês.
Os alunos de Desenho do 12ºD fizeram também uma árvore muito sugestiva.
Os alunos do 5ºano elaboraram mensagens relativas ao Dia dos Afetos, numa iniciativa levada a cabo pela Psicóloga Escolar.
 

"1Q84", de Haruki Murakami, venceu a 7.ª edição do Athens Prize for Literature


O romance 1Q84, de Haruki Murakami, venceu a 7.ª edição do Athens Prize for Literature, anunciou hoje o Grupo LeYa, que o edita em Portugal através da Casa das Letras (este romance é editado em 3 volumes).

Natural de Quioto, Murakami estudou teatro grego antes de gerir um bar de jazz em Tóquio, entre 1974 e 1981, tendo recebido o Prémio Noma destinado a novos escritores, e o Prémio Tanizaki pelo livro "Hard-boiled Wonderland and the End of the World".
 
Em 1Q84, Murakami apresenta-nos as personagens de Aomame, uma mulher independente, professora de artes marciais, e Tengo, professor de matemática, que não são o que aparentam e ambos se dão conta de ligeiros desajustamentos à sua volta, que os conduzirão fatalmente a um destino comum. Um universo romanesco dissecado com precisão orwelliana, em que se cruzam histórias inesquecíveis e personagens cativantes.
Uma ficção que ilumina de forma transversal a aldeia global em que vivemos.
 
Podem encontrar os três volumes de 1Q84 na nossa biblioteca, assim como vários outros livros de Haruki Murakami.
 

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Exposição "Irrealidade Real - Natureza Morta"


Na disciplina de Desenho, foi proposto aos alunos que partissem de uma natureza morta de um pintor consagrado e a alterassem 50%, explorando diferentes sentidos e orientações que o registo gráfico possa assumir. O resultado está nesta exposição de trabalhos dos alunos do 11º D, sob a orientação da professora Carla Jorge.
 

Exposição "Almeida Garrett"

















Durante esta semana temos apresentado, na zona de leitura informal da BE, esta exposição comemorativa do nascimento de Almeida Garrett (n. 4 fevereiro 1799 - m. 9 dezembro 1854).
São pequenos mas interessantes apontamentos sobre este grande escritor, sempre fiel às suas ideias e capaz de por elas lutar, de que realçamos
  • foi o primeiro português que se preocupou com a recolha do património cultural popular que publicou no Romanceiro
  • define como prioridades absolutas a criação de um Conservatório de Arte Dramática e do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa
  • corporizou os valores basilares de um ideal romântico que nunca transigiu com a mediocridade; diz ele "como cidadão, nunca renunciei a um direito, nem que me custasse a fazenda, a vida, a Pátria; tenho-o provado nos cárceres, no exílio, na miséria..."