Salman Rushdie ganha Prémio Literário Hans Christian Andersen

O escritor britânico Salman Rushdie foi hoje distinguido com o Prémio Literário Hans Christian Andersen "por documentar a importância das viagens e dos encontros culturais no nosso tempo e assim enriquecer a literatura universal".

O escritor anglo-indiano, nascido em Bombaim em 1947 e educado na Grã-Bretanha, é mundialmente conhecido desde que o ayatollah Khomeini, do Irão, lançou contra ele, em 1989, uma fatuah (um édito religioso condenando-o à morte),  por considerar o seu romance "Os Versículos Satânicos" uma blasfémia contra o Islão.   
Este galardão, Prémio Literário Hans Christian Andersen, atribuído bienalmente, distinguiu até agora o brasileiro Paulo Coelho, a britânica J.K. Rowling e a chilena Isabel Allende
Podem encontrar na nossa biblioteca alguns livros de Salman Rushdie, entre os quais os juvenis Harun e o Mar de Histórias e Luka e o Fogo da Vida.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Desafio "Há poesia na escola" | Rede de Bibliotecas de Coimbra | A força da palavra