PNL | Um livro por semana | Um livro âncora

"O Último Cais  é um texto envolvente, sedutor, pela sua aparente simplicidade. Pela sua beleza. Pela sua força, tecida de pequenas fragilidades, de pequenas fragâncias de pequenas cintilações musicais." – afirmou a escritora Maria Teresa Horta.


"De famílias madeirenses, Helena Marques (Carcavelos 17 de maio de 1935 - 19 de outubro de 2020) foi jornalista durante trinta e seis anos, iniciou a sua carreira no Diário de Notícias do Funchal e terminou-a no Diário de Notícias de Lisboa, onde foi diretora-adjunta (1968-1992). Entretanto, foi redatora de vários outros diários, nomeadamente A CapitalRepública e A Luta

Publicou o seu primeiro livro, O Último Cais, em 1992. Muito aclamado, recebeu o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores, o Prémio Revista Ler/Círculo de Leitores, o Prémio Máxima de Revelação, o Prémio Procópio de Literatura e o Prémio Bordallo de Literatura da Casa da Imprensa.

Seguiram-se os romances A Deusa Sentada (1994), Terceiras Pessoas  (1998) e Os Íbis Vermelhos da Guiana  (2002), e o livro de contos Ilhas Contadas  (2007). A sua obra encontra-se traduzida em alemão, italiano, castelhano, grego, romeno e búlgaro. O Bazar Alemão  (2010) foi o seu último livro.” (in Wook)

Na biblioteca da nossa escola encontram este livro de Helena Marques.

Ler mais in PNL.

 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sugestões de Leituras para o Natal!

Concurso de Podcasts - resultados